Os novos reformados???


No meio cristão protestante já tivemos diversas fases. Das igrejas mais antigas tradicionais, fechadas e proibitivas ao extremo, do crescimento das comunidades pentecostais e neo pentecostais, o surgimento das mega igrejas, as unções mais estranhas,  a teologia da prosperidade, a teologia aberta, fechada ou teologia nenhuma, e agora nos últimos anos apareceram os novos reformados. Na maioria jovens insatisfeitos com as suas igrejas locais,(até aí normal, pois o ser humano nesta terra é um insatisfeito, que só pode encontrar a verdadeira satisfação quando for imagem e semelhança de Deus realmente)e que teoricamente comparam as atitudes de seu lideres e irmãos na fé com as Escrituras, certíssimo, desde que você não tropece na letra também.

E aí está o problema. Os novos reformados, estão para julgar o que é permitido,mas não aceitam ser julgados pela mesma medida a qual julgam, que seria através da bíblia.
Aparentemente se assemelham a ¹fundamentalistas, e as vezes a ²Fariseus. Mas antes de jogar pedras veja o significado das duas palavras. Contrariados, perdem linha tênue e superficial de sua santidade, em alguns casos passando para vias de fato.
A desculpa é de defender a Igreja e o Evangelho, mas nós defendemos a igreja servindo ao próximo e defendemos o Evangelho levando as boas novas.
Nessa nova reforma, não existem ³Mártires, só soldados filisteus, ou semelhantes a Pedro antes de Atos. Não existe perdão, não existe oferecer a outra face, não existe servidão ou mordomia.
Aparentemente para eles "o ataque é a melhor defesa, e o contra -ataque é o auge de tudo. O importante é derrubar o inimigo, "bíblico certo?".
Muitos conhecem bem a letra, mas não a cumprem, ou tentam esquecer a parte que os condena.
Conforme sita Romanos, são julgados pela lei que defendem com tanto fervor, não que a lei seja ruim.
Triste é que a força bruta não conduzira ninguém ao verdadeiro evangelho. Muito pelo contrário, causará uma repulsa geral dos que pensam de forma distorcida as escrituras, ou as desconhecem.
Paulo era um cara inteligente, mas também sábio. Vejam isso.

1 Coríntios 9:20 Tornei-me judeu para os judeus. Para os que estão subjugados pela Lei, tornei-me como se estivesse igualmente sujeito à Lei, embora eu mesmo não esteja debaixo da Lei, com o objetivo de ganhar aqueles que estão dominados pela Lei. 21 Para os que estão sem Lei, tornei-me como sem lei vivesse , a fim de ganhar os que não têm a Lei. 22 Para os fracos, tornei-me semelhantemente fraco, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para com todos, com a finalidade de conseguir, de qualquer maneira possível, salvar alguns.


É uma pena que o Fruto do Espirito fica cada vez mais distante da cristandade. Parece que não aprendemos o suficiente com Jesus na bíblia ou com o Espírito Santo nos dias de hoje. Lamentável.


¹Fundamentalismo -  popularmente empregado refere-se pejorativamente a qualquer grupo religioso de infringentes de uma maioria, conhecido como fundamentalismo religioso, ou refere-se a movimentos étnicos extremistas com motivações (ou inspirações) apenas nominalmente religiosas, conhecido como fundamentalismo étnico. O Fundamentalista acredita em seusdogmas como verdade absoluta, indiscutível, sem abrir-se, portanto, à premissa do diálogo.


²Fariseu (do hebraico פרושים) é o nome dado a um grupo de judeus devotos à Torá, surgidos no século II a.C.. Opositores dos saduceus, criam numa Lei Oral, em conjunto com a Lei escrita, e foram os criadores da instituição da sinagoga. Com a destruição de Jerusalém em 70 d.C. e a queda do poder dos saduceus, cresceu sua influência dentro da comunidade judaica e se tornaram os precursores do judaísmo rabínico. A palavra Fariseu tem o significado de "separados", " a verdadeira comunidade de Israel", "santos".
Sua oposição ferrenha ao Cristianismo rendeu-lhes através dos tempos uma figura de fanáticos e hipócritas que apenas manipulam as leis para seu interesse. Esse comportamento deu origem à ofensa "fariseu", comumente dado às pessoas dentro e fora do Cristianismo, que são julgados como religiosos aparentes.

³Um mártir (do grego μάρτυς, transl. martys, "testemunha") é uma pessoa que morre por sua fé religiosa, pelo simples fato de professar uma determinada religião ou por agir coerentemente com a religião que possui.

Paulo Cesar Jr
(Apenas uma ovelha) 

Postagens mais visitadas