A tempestade chegou.





Os humanos, assim como eu, parecem não querer ser humanos. Enquanto um Deus se fez humano, para mostrar a nós seres de pouca fé, como se vive sem poder, sem vaidade, sem lacivia, sem mentira, sem bebedice, sem fofoca, sem intriga, sem glutonaria, sem ganância, sem arrogância, sem vaidade, sem bajulação, e principalmente andar segundo a vontade de Deus Pai. Nos nos reunimos debaixo dos telhados dos templos de alvenaria, mas nos mantemos longe do corpo santo da igreja. Triste pois a palavra falada claramente não é a vivida. Que Deus tenha misericórdia, dos que se dizem filhos da luz mas agem como filhos das trevas.

Postagens mais visitadas